Fiat

Fiat Mobi, Argo, Toro, Cronos e Fiorino devem mudar completamente até 2022

novidades no mobi, toro, fiorino, cronus e argo

Nos próximos dois anos a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) deve passar por importantes mudanças em seus modelos Mobi, Argo, Toro, Cronos e Fiorino. Os projetos devem ser concluídos até 2022, mesmo com os atrasos gerados pela pandemia.

No Brasil a Fiat deve retomar suas atividades em junho, onde até lá diversos planos de segurança devem ser analisados para que todos os funcionários possam exercer suas atividades sem qualquer problema em relação ao vírus.

Novo Audi A3 Sedan é confirmado para o Brasil e pode chegar em 2021!

Nesta semana o presidente da FCA na América Latina, Antonio Filosa, disse que a empresa deve manter seu cronograma no Brasil, onde entre os principais destaques está a reestilização da Toro sob o conceito Fastback e também o facelift sobre o Mobi, Argo e Cronos, que devem trazer uma nova identidade para o seguimento.

Quem deve ganhar uma nova geração ou uma mudança completa é a Fiorino. O utilitário da Fiat deve mudar para acompanhar as linhas dos seus “irmãos” mais novos, ficando diferente do tradicional Uno.

Nova Logo da Fiat

O novo logotipo da empresa é uma novidade em comum entre todos estes modelos. Ele estreou na Fiat Strada deste ano e deve seguir como a nova identidade visual nos próximos lançamentos.

Jeep

Além destas mudanças na marca principal, a Fiat promete até 2022 o Jeep de sete lugares e uma mudança completa no Jeep Compass.

Segundo Antonio, as mudanças nos próximos dois anos serão essas, mas ainda existem projetos que estão nos planos e que podem ou não ocorrer até 2022. Muitos podem atrasar pois o país praticamente “perdeu” seis meses de trabalho em decorrência do problema global.

Fiat elétrico

Entre os projetos da Fiat também estão os veículos elétricos. O primeiro a cumprir o papel deve ser o Fiat 500. A marca Jeep deve também lançar versões híbridas do Renegade e Compass, isso antes de 2022, já na metade do próximo ano.

Essa é uma promessa mais antiga, mas a pandemia realmente atrapalhou o início da produção.

Leave a Comment