Dicas

Investimentos: Ações de marcas de carros elétricos são indicações de corretoras

tesla model y investimentos

O futuro do automobilismo, principalmente na questão das versões “populares” ainda é uma incógnita, mas tudo se encaminha para que os elétricos dominem o mercado em um futuro não muito distante. Hoje as versões elétricas são poucas, já que trata-se de um veículo mais caro e pouco acessível para a maioria.

Mas assim como nós “meros mortais” acreditamos que os elétricos serão o futuro do mercado automotivo, grandes empresas de investimentos, também pensam da mesma maneira. Tanto que o banco Goldman Sachs, nada menos do que um dos maiores em realização de investimentos no mundo, já vem dando dicas para seus principais clientes neste quesito.

Suas dicas neste ramo estão voltadas para investimentos em ações de marcas que são focadas nestes segmentos, como é o caso da própria Tesla.

Mercado afetado

A venda de carros à combustão deve sofrer uma queda expressiva de vendas na próxima década, afetando diretamente as marcas tradicionais. Muitas já estão se preparando para oferecerem também versões elétricas e com novas tecnologias, justamente para não ficar para trás de marcas que trabalham exclusivamente com modelos elétrico.

É claro que se todos investirem somente neste segmento, o mercado terá uma reação, mas a indicação é que a longo prazo ações de empresas como a Aptiv e Tesla, sejam as mais indicadas.

15 carros com baixo custo de manutenção!

Pós pandemia

O mercado deve mudar completamente após esse período de quarentena. O custo de propriedade vem caindo nos últimos anos e os elétricos devem ser visto com outros olhos após este período, justamente por dependerem de uma cadeia de abastecimento mais “fácil” em relação aos combustíveis fósseis.

Em 2008 tivemos uma mudança nesta questão, justamente após a crise mundial deste período. A partir daí, montadoras como a Chevrolet, com o Volt e a Nissan, com o Leaf, começaram a produzir mais elétricos. Mas o destaque ficou mesmo para a Tesla, que começou a produção em larga escala do próprio Model.

A eficiência e preço dos elétricos devem fazer com que diversos modelos surjam no mercado e possam chegar a mais consumidores nos próximos anos.

Legislações

As legislações ambientais cada vez mais rígidas também devem influenciar nesta migração de mercado. Para desenvolver modelos à combustão, há um custo bem maior e a tendência é que sejam feitos investimentos cada vez maiores para diminuir a emissão de gases.

No último ano apenas 2% de todo o mercado mundial eram de elétricos. Bancos de investidores como a Godman Sachs, acredita que já em 2030 o mercado chegue em 15% do total da frota mundial. A Tesla deve ser a principal marca mundial neste ramo, mas outras já tradicionais deve adaptar parte de sua linha de montagem para abraçar essa vertente de mercado.

Tesla

Hoje a Tesla tem no mercado, principalmente para atender ao público chinês, o Model Y. O Model 3 já tem um bom potencial de vendas, mas o Y é categorizado como um modelo mais de entrada, já produzido em grande volume e isso torna a marca mais sólida com relação a investimentos.

Aptiv

Já a Aptiv não é uma empresa como a Tesla, ela é responsável pela venda de peças e componentes para carros elétricos. Essas empresas também precisam estar no radar de investidores, já que a demanda de peças deve ir aumentando exponencialmente nos próximos anos.

Observe no mercado quem está investindo nessas tecnologias.

2 Comments

Leave a Comment